quarta-feira, 5 de março de 2014

[Crítica Filme] Vampire Academy

★★☆☆☆ {2/2.5}


 Ontem, dia 4 de Março, vi Academia de Vampiros (título original – Vampire Academy). O filme só estreia em Portugal no dia 6 de Março; Contudo, ganhei bilhetes para a ante-estreia através da página Vampire Academy Portugal. Desde já, muito obrigada. :)
Podem ler a minha crítica ao livro aqui. Eis a crítica ao filme.


SPOILER ALERT (caso não queiram spoilers, não leiam o resto)



Do realizador, Mark Waters, para além deste filme, já conheci outros trabalhos, como por exemplo: Mean Girls; Just Like Heaven; e Freaky Friday.
Do elenco, já conhecia alguns actores de outros trabalhos. São eles: A Zoey Deutch (Ringer; Beautiful Creatures); o Gabriel Byrne (Ghost Ship; Vikings); a Joely Richardson (The Tudors; Anonymous); a Olga Kurylenko (007: Quantum of Solace; Oblivion); a Sarah Hyland (Modern Family; Lipstick Jungle); e o Cameron Monaghan (Shameless; Click). 

Assim que começaram a lançar os trailers e os primeiros cartazes, que eu estava com muito receio desta adaptação e com as minhas expectativas muito baixas. Parecia que, a cada trailer novo que saía, eu ficava ainda mais desiludida. Contudo, desde que o filme estreou nos EUA, no dia 7 de Fevereiro, a grande maioria dos fãs têm dito no Tumblr que os trailers induzem as pessoas em erro e que, afinal, o filme é fantástico, etc. Pois bem, enganaram-me!
Eu sou uma grande fã dos livros, adoro toda a série! E, por isso, tinha algumas expectativas (apesar de baixas) e, depois de toda esta conversa de "Afinal, o filme é espetacular!" e tal, e do Music Video que lançaram (acima), eu fui super entusiasmada para o cinema. E saí de lá devastada...
Fui com os meus pais e, digo-vos já, eles odiaram! O meu pai, então, passou o filme inteiro a suspirar e a dizer "Por amor de Deus"... No fim do filme, disse-me: "Nunca mais me convidas para vir ao cinema". E a minha mãe concordou com ele. Infelizmente, também não pude deixar de concordar.

O filme tem sido um verdadeiro desastre na bilheteira. A sua exibição chegou a ser cancelada no Brasil, antes mesmo da estreia. Contudo, pensava que se tratava apenas do ódio quase inerte que as pessoas têm, hoje em dia, em relação aos vampiros. Este desastre vai-nos custar a sequela - 'Frostbite'. Se bem que, se for para fazer algo idêntico do que fizeram com este filme, é melhor não fazerem mesmo. 

***

Agora vou falar do filme em si.


A representação foi um bocado forçada (em especial a das seguintes personagens: a Mia; a Camille; e a Lissa e o Christian, em alguns momentos). Rose (Zoey Deutch) esteve óptima. 
As pronúncias inglesas de alguns dos Moroi pareciam forçadas. E, já agora, porque é que todos os Moroi tinham que ter pronúncias inglesas? Esse pormenor não é mencionado nos livros.
Não gostei da maneira como adaptaram certas personagens. Como por exemplo: a Kirova; a Rainha Tatiana; a Mia; e a Natalie. No livro, não eram como foram representadas no filme. Não entendo o porquê de as mudarem tanto.

Também não entendo o porquê de mudarem os nomes de algumas das personagens - Ex: Alberta/Gabriela (especialmente visto que não mencionaram o nome dela UMA ÚNICA VEZ!); Ralf/Ray. Não faz sentido nenhum...

Não explicaram quase nada, e o que explicaram foi tão rápido que até eu, que li os livros, mal percebi. Explicaram muito rápido, foi muita informação ao mesmo tempo. :/ 
Os meus pais, que não leram os livros, não perceberam nada. Tive eu que estar a explicar depois. Por exemplo: não explicaram como se formou a ligação entre a Rose e a Lissa como deve ser. A cena do acidente passou tão, tão rápido que quase nem a vimos...

O filme teve momentos "cómicos" que não tiveram graça alguma. Momentos esses que nem deviam ter estado no filme de todo. O tempo que gastaram nesses momentos "engraçados", podia ter sido usado para explicar melhor as coisas. 
Os momentos mais "girlie", toda a coscuvilhice de secundário (muito ao estilo de Mean Girls, do mesmo realizador) foram demais! Quase insuportáveis mesmo... Devia ter mais momentos sérios, que captivassem o interesse do público. Mas não, foi tudo uma grande fantochada. Apesar de também existirem no livro, existem com conta, peso e medida.
Uma das coisas mal feitas, na minha opinião, no filme foi o facto de não terem conhecimentos nenhuns (ou quase) do mundo exterior. Não têm tecnologia (telemóveis, etc), nada... Mas a Mia tinha um PC. What?

Outra coisa muito mal feita foi a transição entre cenas. A maneira como mudavam de uma cena para a outra foi super brusca e não fazia sentido nenhum... 
Quanto à narração, não me importei visto que o livro é narrado do ponto de vista da Rose. Mas algumas das piadas que ela usou em voice over... God!



Notei que algumas cenas foram retiradas do filme. O argumentista, Daniel Waters, já tinha dito a produtora (The Weinstein Company) tinha retirado tempo ao filme. Espero que, ao menos, as cenas cortadas estejam no DVD. Mesmo este corte de cenas não justifica a péssima transição de cenas. 

{imagem de uma das cenas cortadas ←}

Esta cena cortada é um excelente exemplo de uma cena mais séria que devia ter entrado no filme ao invés das cenas "engraçadas".


Em geral, gostei de todas as personagens (a Ms. Karp, então, foi uma grande surpresa; das melhores coisas do filme). Contudo, não gostei muito da Lissa no filme, em geral. O único momento em que eu gostei da Lissa foi quando ela matou a guarda que a mantinha sequestrada, quando ela disse: "I believe you can fly" e "mandou" pela janela. Agora, aquele discurso do fim, a interromper a Rainha e tudo, a Lissa jamais faria isso. E a Lissa a usar o verbo "fornicar" (mais do que uma vez, ainda por cima)? WTF?


O guião foi mau demais... A score e a banda sonora não estão nada de jeito.

O filme tinha muita promessa, e tinha um potencial fantástico! Contudo, foi muito mal aproveitado, infelizmente. Não foi bem adaptado. E não foi apenas a estratégia de marketing que foi má. O próprio filme deixou muito a desejar. E, infelizmente, acho que será um dos grande nomeados dos Razzie deste ano. :/

Concluindo, foi nem um bom filme e muito menos uma boa adaptação. Não posso dar mais que 3 estrelas. Adoro mesmo os livros e isto, para mim, foi uma autêntica e sincera desilusão.
Não há nada que doa mais a um(a) fã do que adaptarem o livro para série ou filme, e saír uma grande porcaria. E, honestamente, se for para fazer a mesma merda, é melhor mesmo que não haja sequela... Deixem-me ficar com os meus livrinhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário