terça-feira, 18 de março de 2014

[Crítica] A Dama Negra, de Nora Roberts

A Dama NegraA Dama Negra by Nora Roberts
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆

Sinopse:
O ar estava frio quando a Dra. Miranda Jones chegou a casa depois de uma longa semana de trabalho. Mas o seu sangue gelou quando sentiu encostarem-lhe uma faca ao pescoço. Depois de roubaram tudo o que trazia, os assaltantes desapareceram.
Profundamente abalada, Miranda decide esquecer aquela experiência assustadora. E, para isso, nada como aceitar o convite para ir a Itália confirmar a autenticidade de A Dama Negra, um bronze renascentista representando uma cortesã dos Medici.
Mas, em vez de cimentar a sua posição como a maior perita mundial nesse campo, a viagem a Itália destrói-lhe a reputação. Sentindo-se alvo de uma cilada, Miranda está decidida a limpar o seu nome. Mas ninguém parece disposta a ajudá-la... com a excepção de Ryan Boldari, um sedutor ladrão de arte, cujos objectivos são obscuros.
Agora torna-se evidente que o assalto à porta de sua casa foi muito mais do que isso... e que a Dama Negra possui tantos segredos quanto a cortesã que a inspirou. Com a ajuda de um homem em quem não deve confiar mas por quem sente uma atracção intoxicante, o futuro de Miranda parece repleto de traições, mentiras e perigos mortais.
Fonte

Opinião:
Gostei muito. Não direi que é dos meus favoritos da autora, mas gostei muito. :)

Este livro fez-me lembrar imenso dois outros trabalhos da autora - Honest Illusions (os roubos, as semelhanças físicas dos protagonistas, etc), e a trilogia In The Garden -- Blue Dahlia; Black Rose; e Red Lily -- (o marido que dá o/a filho/a ilegítimo/a à mulher para criar como se fosse dela; assim como a semelhança física dos protagonistas do primeiro livro).

Ver outras críticas

Sem comentários:

Enviar um comentário