terça-feira, 25 de março de 2014

[Crítica] Shatter Me, de Tahereh Mafi

Shatter Me (Shatter Me, #1)Shatter Me by Tahereh Mafi
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆ {3.5/4}

Sinopse:
Juliette hasn’t touched anyone in exactly 264 days.

The last time she did, it was an accident, but The Reestablishment locked her up for murder. No one knows why Juliette’s touch is fatal. As long as she doesn’t hurt anyone else, no one really cares. The world is too busy crumbling to pieces to pay attention to a 17-year-old girl. Diseases are destroying the population, food is hard to find, birds don’t fly anymore, and the clouds are the wrong color.

The Reestablishment said their way was the only way to fix things, so they threw Juliette in a cell. Now so many people are dead that the survivors are whispering war – and The Reestablishment has changed its mind. Maybe Juliette is more than a tortured soul stuffed into a poisonous body. Maybe she’s exactly what they need right now.

Juliette has to make a choice: Be a weapon. Or be a warrior.
Fonte

Opinião:
Comecei a ler este livro um bocado a medo, confesso. Li muitas críticas positivas e muitas críticas negativa. Decidi lê-lo e formar a minha própria opinião. E devo dizer... gostei! :)
Só não gostei muito do fim. Foi muito ao estilo de X-Men. O poder da Juliette era uma mistério por desvendar, no fim pareceu um plágio chapado no poder da Rogue. A escrita é, sem dúvida, diferente. Mas gostei.
Vou continuar com a série e espero gostar dos próximos ainda mais. :)


Ver outras críticas

[Crítica] Night Broken, de Patricia Briggs

Night Broken (Mercy Thompson, #8)Night Broken by Patricia Briggs
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆ {4.5}

Sinopse:
An unexpected phone call heralds a new challenge for Mercy. Her mate Adam’s ex-wife is in trouble, on the run from her new boyfriend. Adam isn’t the kind of man to turn away a person in need—and Mercy knows it. But with Christy holed up in Adam’s house, Mercy can’t shake the feeling that something about the situation isn’t right.

Soon, her suspicions are confirmed when she learns that Christy has the farthest thing from good intentions. She wants Adam back and she’s willing to do whatever it takes to make it happen, including turning Adam’s pack against Mercy.

Mercy isn’t about to step down without a fight, but there’s a more dangerous threat circling. Christy’s ex is more than a bad man—in fact, he may not be human at all. As the bodies start piling up, Mercy must put her personal troubles aside to face a creature with the power to tear her whole world apart.
Fonte

Opinião:
Adorei! :)
Há muito tempo que não lia nada desta série. Já tinha saudades da Mercy. ^_^
Apesar de não ter lido o anterior volume, não resisti. Tive que ler este livro. Foi muito bom, do início ao fim.
Planeio, ainda este ano, re-ler toda a série.


Ver outras críticas

sábado, 22 de março de 2014

[Novidades] Fãs de 'Divergente', BOAS NOTÍCIAS!

O filme estreou nos EUA na passada quinta-feira e, com os resultados de apenas um dia de bilheteira, já foi oficialmente confirmada a sequela - 'Insurgente', que irá estrear em Março de 2015.

Cá por Portugal, 'Divergente' estreia no dia 3 de Abril.
Deixo-vos com o trailer. Vão ver! ;)



sexta-feira, 21 de março de 2014

[Crítica] Divergent, de Veronica Roth

Divergent (Divergent, #1)Divergent by Veronica Roth
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆ {4.5}

Sinopse:
Na Chicago distópica de Beatrice Prior, a sociedade está dividida em cinco fações, cada uma delas destinada a cultivar uma virtude específica: Cândidos (a sinceridade), Abnegados (o altruísmo), Intrépidos (a coragem), Cordiais (a amizade) e Eruditos (a inteligência). Numa cerimónia anual, todos os jovens de 16 anos devem decidir a fação a que irão pertencer para o resto das suas vidas. Para Beatrice, a escolha é entre ficar com a sua família... e ser quem realmente é. A sua decisão irá surpreender todos, inclusive a própria jovem.

Durante o competitivo processo de iniciação que se segue, Beatrice decide mudar o nome para Tris e procura descobrir quem são os seus verdadeiros amigos, ao mesmo tempo que se enamora por um rapaz misterioso, que umas vezes a fascina e outras a enfurece. No entanto, Tris também tem um segredo, que nunca contou a ninguém porque poderia colocar a sua vida em perigo. Quando descobre um conflito que ameaça devastar a aparentemente perfeita sociedade em que vive, percebe que o seu segredo pode ser a chave para salvar aqueles que ama... ou acabar por destruí-la.
Fonte

Opinião:
Adorei! :)
Um dos meus livros favoritos e uma das minhas séries literárias favoritas de sempre!
Estou super-entusiasmada para ver o filme! ♥

Primeira Leitura: 18 a 26 de Outubro de 2012
Segunda Leitura: 15 a 20 de Março de 2014

Ver outras críticas

terça-feira, 18 de março de 2014

[Crítica] A Dama Negra, de Nora Roberts

A Dama NegraA Dama Negra by Nora Roberts
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆

Sinopse:
O ar estava frio quando a Dra. Miranda Jones chegou a casa depois de uma longa semana de trabalho. Mas o seu sangue gelou quando sentiu encostarem-lhe uma faca ao pescoço. Depois de roubaram tudo o que trazia, os assaltantes desapareceram.
Profundamente abalada, Miranda decide esquecer aquela experiência assustadora. E, para isso, nada como aceitar o convite para ir a Itália confirmar a autenticidade de A Dama Negra, um bronze renascentista representando uma cortesã dos Medici.
Mas, em vez de cimentar a sua posição como a maior perita mundial nesse campo, a viagem a Itália destrói-lhe a reputação. Sentindo-se alvo de uma cilada, Miranda está decidida a limpar o seu nome. Mas ninguém parece disposta a ajudá-la... com a excepção de Ryan Boldari, um sedutor ladrão de arte, cujos objectivos são obscuros.
Agora torna-se evidente que o assalto à porta de sua casa foi muito mais do que isso... e que a Dama Negra possui tantos segredos quanto a cortesã que a inspirou. Com a ajuda de um homem em quem não deve confiar mas por quem sente uma atracção intoxicante, o futuro de Miranda parece repleto de traições, mentiras e perigos mortais.
Fonte

Opinião:
Gostei muito. Não direi que é dos meus favoritos da autora, mas gostei muito. :)

Este livro fez-me lembrar imenso dois outros trabalhos da autora - Honest Illusions (os roubos, as semelhanças físicas dos protagonistas, etc), e a trilogia In The Garden -- Blue Dahlia; Black Rose; e Red Lily -- (o marido que dá o/a filho/a ilegítimo/a à mulher para criar como se fosse dela; assim como a semelhança física dos protagonistas do primeiro livro).

Ver outras críticas

[Crítica] Povo que Lavas no Rio, de João Fernandes

Povo que Lavas no RioPovo que Lavas no Rio by Joao Fernandes
My rating: 3 of 5 stars

★★★☆☆ {2.5}

Sinopse:
"Levei a vida para o propósito de te tornar a encontrar, pelo prazer transcendente que me consumiria por um só abraço que te estenderia. Estamos condenados à lonjura, e choras tanto como eu. Estamos sentenciados ao choro póstumo, e estamos sempre mais longe, ao sabor que os dias passam sem te encontrar"

A alma de um país encerrada em quatro paredes fortes, de um palácio de outros séculos. Aí encontra-se Pedro, preso sem saber como sair, limitado a um pequeno espaço na profundidade aberta do seu coração quebrado, sete anos antes.

Um dia, Pedro, nota que os sonhos das suas noites associam-se todos numa única mensagem, na mesma imagem vista, sempre que os seus olhos adormecem. Começa a perceber o que o seu destino, que nunca o agradou, lhe tem reservado. Décadas mais tarde, tendo voltado a estar encerrado numa prisão sem paredes, Pedro encontra o pretexto para dirigir-se a Inês, a dona eterna da sua alma. Contar-lhe-á como o silêncio dos gestos é o sumiço da esperança. Contar-lhe-á que um país é imenso, para além da terra e para além do mar, nos exílios que encontra, e onde dissimular as fraquezas de uma alma perdida. O amor de um país pelo seu povo. O povo a lavar no rio das desgraças, tingindo com sangue o seu fim.

"Amor não é duas pessoas de mão dada; é a vida de mão dada com a morte, a alegria de mão dada com a tristeza, o bem de mão dada com o mal"
Fonte

Opinião:
Trouxe este livro da biblioteca porque sabia que tinha sido escrito por um amigo meu e tive curiosidade de o ler (é um bocado estranho ver um livro publicado de alguém que conhecemos, mas fiz muito gosto em levantar este exemplar e tenho muito orgulho no João por este feito).

Dito isto, o livro não faz muito o meu estilo. Não é o género de livros que gosto de ler; Contudo, gostei q.b.
Não adorei. Mas gostei no geral.

Ver outras críticas

segunda-feira, 10 de março de 2014

[Crítica] Seduction In Death, de J. D. Robb

Seduction in Death (In Death #13)Seduction in Death by J.D. Robb
My rating: 3 of 5 stars

★★★☆☆ {3.5}

Sinopse:
A Tenente Eve Dallas está em perseguição de um serial killer que vitimiza jovens mulheres em encontros amorosos virtuais. Assim que o assassino marca um encontro, prepara um cenário de velas acesas, música, pétalas de rosa espalhadas por cima da cama, toda uma sedução planeada para lhe dar prazer a ele, não a ela. A arma do crime: uma rara e invulgarmente indetetável droga de violação e de valor incalculável.

Eve revê incessantemente as pistas, mas a inteligência deste psicopata romântico tornam o caso inteiro um pesadelo, num momento em que a detetive se sente vulnerável e fragilizada pelos demónios do passado. Estará o fim da carreira como polícia a aproximar-se para Eve? Ou conseguirá Roarke, o seu marido, resgatar Eve do negrume que a atormenta?
Fonte

Opinião:
Apesar de ter gostado, não foi dos melhores da série. Foi um bocado fraquito... :/


Ver outras críticas

quinta-feira, 6 de março de 2014

[Crítica] A Bride for the Island Prince, de Rebecca Winters

A Bride for the Island PrinceA Bride for the Island Prince by Rebecca Winters
My rating: 2 of 5 stars

★★☆☆☆

Sinopse:
Prince Alexius of Hellenica will do anything to help his four-year-old daughter learn to speak—which is why the intensely reserved and private royal finds himself opening up to bubbly children's speech therapist Dottie Richards. Dottie is a breath of fresh air in the palace, and motherless Zoe blossoms in her care—as does the reluctant attraction Alex feels toward his new employee!Behind her cheerful smiles Dottie guards her own heart fiercely, but it's never been in so much danger as from this cool prince with his dark, molten eyes.
Fonte

Opinião:
Não gostei muito. A história é um bocado parva.


Ver outras críticas

[Crítica] Interlude In Death, de J. D. Robb

Interlude in Death (In Death, #12.5)Interlude in Death by J.D. Robb
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆

Sinopse:
In early spring of 2059, Lieutenant Eve Dallas is called off planet to face a gruelling ordeal - giving a seminar at the largest police conference of the year, to be held in a swanky resort. A resort which just happens to be owned by her husband, Roarke, of course.

Even though Eve can't quite see it that way, it's supposed to be at least partly a vacation. But work intrudes in the form of a bloody homicide, and Eve is off and running. The case is complicated by Eve's personal history with the victim - and by the killer's history with Roarke. As danger closes in and the body count rises, Eve must find a way to stop the cycle of violence and revenge, and shove the past back where it belongs.
Fonte

Opinião:
Esta pequena novella foi muito boa. Descobrimos mais sobre o passado da Eve e do Roarke. Foi muito interessante. Gostei! :)


Ver outras críticas

[Crítica] Betrayal In Death, de J. D. Robb

Betrayal in Death (In Death #12)Betrayal in Death by J.D. Robb
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆

Sinopse:
Durante uma gala no luxuoso Hotel Palácio Roarke, uma criada prestes a começar mais uma noite de rotina encontra o seu pior pesadelo. Um assassino deixa-a morta e estrangulada. Eve Dallas está presente no evento e torna-se imediatamente a detetive encarregue do caso.
Os resultados de ADN apontam para um assassino em série, procurado pelo FBI, que está à solta há mais de quarenta anos. Mas neste estranho caso, conhecer o assassino não basta para resolver o crime. Há mais alguém envolvido. Alguém com motivos pessoais.
Como se não bastasse, Roarke acaba de receber a visita de um velho amigo dos seus anos como ladrão e vigarista em Dublin. Para Eve o momento da chegada é muito suspeito e, para complicar as coisas, tudo aponta para a aterradora possibilidade de o próximo alvo do assassino ser o seu próprio marido. Conseguirá ela travar a tragédia a tempo?
Fonte

Opinião:
Até este ponto na série, o passado do Roarke não tem sido um tópico muito falado. Neste livro, temos a oportunidade de saber mais um pouco sobre o mesmo. Gostei muito! :)


Ver outras críticas

quarta-feira, 5 de março de 2014

[Crítica Filme] Vampire Academy

★★☆☆☆ {2/2.5}


 Ontem, dia 4 de Março, vi Academia de Vampiros (título original – Vampire Academy). O filme só estreia em Portugal no dia 6 de Março; Contudo, ganhei bilhetes para a ante-estreia através da página Vampire Academy Portugal. Desde já, muito obrigada. :)
Podem ler a minha crítica ao livro aqui. Eis a crítica ao filme.


SPOILER ALERT (caso não queiram spoilers, não leiam o resto)