segunda-feira, 29 de abril de 2013

[Crítica] Cloud Atlas, de David Mitchell

Cloud AtlasCloud Atlas by David Mitchell
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆

Sinopse:
A reluctant voyager crossing the Pacific in 1850; a disinherited composer blagging a precarious livelihood in between-the-wars Belgium; a high-minded journalist in Governor Reagan’s California; a vanity publisher fleeing his gangland creditors; a genetically modified “dinery server” on death-row; and Zachry, a young Pacific Islander witnessing the nightfall of science and civilisation—the narrators of Cloud Atlas hear each other’s echoes down the corridor of history, and their destinies are changed in ways great and small.

In his captivating third novel, David Mitchell erases the boundaries of language, genre and time to offer a meditation on humanity’s dangerous will to power, and where it may lead us.
Fonte

Opinião:
Não sabia da existência do livro e quando vi o trailer do filme achei que deveria ser fantástico, e fantástico foi! Já o vi várias vezes e AMO! É dos meus filmes favoritos de sempre. Quando descobri que havia um livro, imediatamente quis lê-lo, pois fiquei com imensa curiosidade em relação à realização da narrativa das histórias. Gostei,
mas mesmo assim, estava à espera de mais.
Nunca tinha lido nada do autor e devo dizer que gostei da escrita e de todo o enredo que criou. Grande mente! :)

Concluindo, gostei, mas estava à espera de mais.

Ver outras críticas

2 comentários:

  1. Comprei o livro quando o filme saiu mas desisti no primeiro capítulo. Estava a achar um pouco chato. Mas não vou desistir e vou tentar novamente a sua leitura pois disseram-me que a primeira história é a mais chata. A partir daí é sempre a subir!
    Beijos e gostei ler a tua opinião

    ResponderEliminar
  2. A primeira parte é, realmente, a mais difícil. Depois melhora! Fica mais dinâmico, temos outras histórias... a história do Timothy Cavendish é muito engraçada! ;)
    E o filme é fantástico! Dos melhores filmes que já vi! ;D

    Obrigada pelos teus comentários :)

    beijinhos,
    Joana:)

    ResponderEliminar