terça-feira, 9 de abril de 2013

[Crítica] Beautiful Redemption, de Kami Garcia e Margaret Stöhl

Beautiful Redemption (Caster Chronicles, #4)Beautiful Redemption by Kami Garcia
My rating: 2 of 5 stars

★★☆☆☆ {2.5}

Sinopse:

A morte é o fim… ou apenas o começo? Ethan Wate passou a maior parte da sua vida ansiando escapar da pequena cidade sulista, Gatlin. Ele nunca pensou que ele conheceria a garota de seus sonhos, Lena Duchannes, que revelou um lado secreto, poderoso e amaldiçoado de Gatlin, escondido em plena vista. E ele nunca poderia esperar que seria forçado a deixar para trás todos e tudo que ele se importa. Então, quando Ethan acorda depois de acontecimentos macabros na décima oitava lua, ele tem apenas um objetivo: encontrar um caminho para retornar para Lena e aqueles que ele ama. De volta a Gatlin, Lena está fazendo suas próprias negociações para ter Ethan de volta, jurando fazer o que for necessário - até mesmo se isso significar ter que confiar nos antigos inimigos ou arriscar a vida de sua família e amigos que Ethan deixou para proteger. Mundos separados, Ethan e Lena devem novamente trabalhar juntos para reescrever seu destino, neste final surpreendente para a série Beautiful Creatures.

Fonte

Opinião:
Estou feliz por, finalmente, poder dizer que terminei a Saga Beautiful Creatures, pois, embora seja relativamente interessante, é igualmente cansativa.

O livro foi dividido em três parte, muito ao estilo de Amanhecer, de Stephenie Meyer. Em Twilight, a história era narrada na primeira pessoa e no último livro Amanhecer , o livro foi dividido em três "livros" e os pontos de vista mudam duas vezes...
-> livro um: Bella
-> livro dois: Jacob
-> livro três: Bella
E, neste último capítulo de Beautiful Creatures , aconteceu o mesmo. O livro foi divido em três partes, três "livros". O primeiro livro/primeira parte foi do ponto de vista do Ethan, o segundo da Lena e o terceiro do Ethan novamente.

SPOILERS! Todo o livro foi inteiramente à roda do drama da morte do Ethan e dele a tentar voltar. Foi... cansativo.
Como esperado, a morte do vilão (Abraham), bem como a do seu sidekick (Hunting), foi rápida e estúpida. E, ainda por cima, quem é que o matou? O Link... com tesouras de jardim (wtf?)
Outra coisa parva... introduzir um novo vilão (Angelus) à última da hora, no último livro de uma saga...
FIM DE SPOILERS!  


A história de Criaturas Maravilhosas é daquelas histórias em que apenas um livro seria o suficiente. nao precisaria de seguimento. Mas, como sempre, os autores querem sempre é vender, vender, vender...
Gostei da referência ao Harry Potter, mas não gostei o fim do livro. Foi muito geral, muito vasto. Podiam, pelo menos, ter feito um epílogo de "x anos mais tarde" ou coisa do género, porque do ponto onde deixaram, qualquer coisa poderia ter acontecido. De certa forma, ficou bem assim, porque deixa os leitores imaginar o futuro, mas, mesmo assim, acho que as autoras nos poderiam ter dado mais.
Tenho a certeza que não voltatei a pegar nesta saga, a não ser que façam uma sequela do filme (que eu duvido muito).

Concluindo, gostei quanto baste, mas não posso dizer que foi das minhas sagas favoritas do género YA (Young Adult). É uma saga satisfatória, mas nada de especial.

Classificação Geral da Saga: 3 ★★★☆☆

Ver outras críticas

Sem comentários:

Enviar um comentário