sábado, 2 de março de 2013

[Crítica] Sacred Sins, de Nora Roberts

Sacred Sins (SS/BV, #1)Sacred Sins by Nora Roberts
My rating: 3 of 5 stars

★★★☆☆

Combinando cenas de suspense explosivo com paixões arrebatadoras, Nora Roberts bota pra ferver nesta novíssima e clássica história - a tórrida narrativa de um casal no encalço de um assassino enlouquecido, uma busca que os fará mergulhar de cabeça no perigo.

Nos indolentes dias de verão, uma impiedosa onda de calor é o principal assunto na capital norte-americana. Mas a condição climática logo deixa de ser matéria das primeiras páginas quando uma jovem é encontrada morta por estrangulamento. Um bilhete foi deixado: Seus pecados lhe são perdoados.
Logo surgem duas outras vítimas, e, de repente, as manchetes passam a ser dedicadas ao assassino que a imprensa apelidou de "Padre".
Quando a polícia pede à Dra. Tess Court, uma psiquiatra renomada, que auxilie na investigação, ela apresenta o retrato de uma alma perturbada.
O detetive Ben Paris não dá a mínima para a psique do assassino. No entanto, o que ele não consegue descartar com facilidade é a sensual Tess.
Moreno, alto e bonitão, Ben tem uma reputação lendária com as mulheres, mas a fria e elegante Tess não reage como as outras que ele conheceu... e o detetive acha o desafio sedutor. Agora, enquanto os dois estão juntos numa perigosa missão para deter um serial killer, irrompe a chama de uma paixão incandescente.
Mas há alguém que também está de olho na linda médica loura... e só resta a Ben rezar para que, se o assassino atacar, ele consiga detê-lo antes que seja tarde demais...
Fonte

Opinião:
Este é o primeiro de dois livros da "fabulástica" autora Nora Roberts, sendo o segundo - Brazen Virtue. Já li o segundo livro há algum tempo e gostei. Este não se fica atrás.
Este primeiro livro centra-se em Ben e Tess e o segundo volume, centra-se em Ed (companheiro de trabalho de Ben) e Grace. Gostei muito dos dois casais. :)

Como sempre, a escrita de Roberts é fenomenal e a história é fantástica, de cortar a respiração e de ficar em suspense até ao fim. Costumo ter sempre os meus suspeitos no que diz respeito ao assassino e costumo quase sempre acertar, mas, devo dizer, que neste livro, a revelação do assassino levou-me completamente de surpresa. Não estava nada à espera.

Contudo, só tenho um senão... é que tal como no segundo volume, achei que a história foi muito breve.

Concluindo, trata-se de uma leitura leve e rápida que nos prende até ao fim. Gostei! :)

Ver outras críticas

Sem comentários:

Enviar um comentário