terça-feira, 29 de janeiro de 2013

[Crítica] An Abundance of Katherines, de John Green

An Abundance of KatherinesAn Abundance of Katherines by John Green
My rating: 4 of 5 stars

★★★★☆ { 3.5 }

No que diz respeito a relações amorosas, Colin Singleton tem uma queda por raparigas chamadas Katherine. E, no que diz respeito a raparigas chamadas Katherine, Colin está sempre a ser deixado. E das 19 vezes que namorou com Katherines foi abandonado por elas 19 vezes.
De coração partido, Colin decide iniciar uma viagem sem destino para recuperar de mais uma relação falhada. E é assim que esta criança prodígio, viciada em anagramas, se apanha na estrada com dez mil dólares no seu bolso, com o melhor amigo, viciado no programa televisivo Judge Judy, mas sem uma única Katherine à vista.
Colin está decidido a provar que o Theorem of Underlying Katherine Predictability, no qual se propõem a conseguir prever toda e qualquer relação, funciona e espera que deste modo ele o permita finalmente ganhar a rapariga dos seus sonhos...

Opinião:

Gostei! Foi uma leitura divertida, leve e agradável - li num dia. :)

A recuperar de uma semi-depressão, depois do fim do último relacionamento com a 19ª Katherine, Colin e o melhor amigo - Hassan, decidem fazer uma road-trip. Pelo caminho, conhecem Lindsey, na pacata cidade de Gutshot, no Tennessee - onde decidem ficar durante uns tempos. À medida que a história evolve, evolve também a relação entre o Colin e a Lindsey. :)

Foi o terceiro livro que li de John Green e tal como em Looking for Alaska, o protagonista - Colin - é um nerd com pouquíssimos amigos e com muito azar no amor. Nisto, posso-me identificar com ele. Não me consigo identificar é com o acto de ser "largado" no fim do namoro, tendo em conta que nunca namorei. Quem me dera a mim encontrar um Colin. LOL. Falando nisso... há, para mim, uma falha com a história - na vida real, como é que um rapaz relativamente novo, meio nerdy, viciado nos seus estudos tem tempo e habilidades sociais para ter dezanove namoradas. Ter uma paixoneta, até ter uma namorada ou duas... ainda acreditava, mas namorar mesmo... com 19 raparigas?! Hum... pelo que a vida já me mostrou, as coisas não funcionam bem assim. De qualquer maneira, compreendo que tenha sido assim para que a história "funcionasse". Achei interessante o desenvolvimento do teorema das Katherines. Como se a vida fosse assim tão simplesmente resolvida com matemática...
Em relação às personagens, gostei muito do Colin e da Lindsey (apesar de não a ter adorado!), e adorei o Hassan - é o máximo! :)

Só tenho alguns problemas com os livros deste autor. É o facto de serem todos muito idênticos - em relação à história e às personagens; e é o facto de, para além, dos momentos assim mais interessantes e mais importantes da história, os restantes são relativamente cansativos - provocaram-me, por vezes, algum aborrecimento. Apesar desses momentos mais cansativos, este livro teve momentos bem divertidos - especialmente a cena SPOILERS! da caça ao porco selvagem FIM DE SPOILERS!  O que eu ri... :D
O mais diferente deste autor que já li foi The Fault in Our Stars, que acabou por ser o melhor que já li do autor, sem dúvida. Chorei baba e ranho.

Em conclusão, gostei, apesar de não ter adorado. Gostei das personagens - achei-as interessantes, e gostei da história em geral. Foi uma leitura divertida e que valeu a pena. :)


description


Ver outras críticas

Sem comentários:

Enviar um comentário